Em casa

Gás: cozinha, banhos e aquecimento

Num artigo anterior, Luz é energia, como poupar?, já refletimos sobre os nossos gastos de eletricidade e como podemos poupar nesta fatura, por nós, pela nossa carteira e também pelo ambiente. Mas não podemos ficar apenas por um serviço, hoje vamos debruçar a nossa atenção sobre os consumos de gás e sobre as formas de também aqui encontrarmos os caminhos da poupança!

Quando falamos de Gás, temos que concentrar as nossas atenções na casa de banho e na cozinha. É aqui que se desenrolam as ações em que esta fonte de energia é primordial: banhos e cozinhados. Assim, antes de mais nada, para fazermos um uso eficiente e equilibrado do gás, vamos começar por…

  • Temperar a água no esquentador

O esquentador tem sempre dois reguladores: volume do caudal e temperatura. Devemos regular ambos para que a água quente que chega às nossas torneiras seja aquela que precisamos, tanto em termos de pressão como de temperatura. Não faz sentido que a água seja mais do que aquela que queremos usar, nem mais quente do que necessário ao ponto de termos que adicionar água fria.

Em relação aos banhos, é ainda importante estarmos atentos ao tempo que demoramos dentro da banheira, enquanto a água quente estiver a correr, o contador está sempre a contar! Lance em casa o desafio dos banhos de 10 minutos!

  • Cozinhar com eficiência

Sempre que vamos preparar as nossas refeições e que vamos usar o fogão, temos que consumir esta fonte de energias para cozinhar a nossa comida. Assim, temos que estar atentos a todos os truques que nos ajudam a minimizar os gastos. Como?

  1. Usar a quantidade de água certa para cozer a comida pois água a mais leva mais tempo a ferver, logo mais consumo;
  2. No caso dos legumes, cortar em pedaços pequenos para que o processo de cozinhar seja mais rápido;
  3. Tapar as panelas para que haja uma maior concentração de calor no seu interior;
  4. Baixar o gás, quando se atinge o ponto de fervura;
  5. Adequar o tamanho do disco do fogão com o tamanho da panela;
  6. Finalizar a confeção da comida já com o disco desligado, aproveitando o calor residual da panela.
  7. Caso o seu forno também seja a gás, maximizar o seu uso! Se tiver que fazer vários coisas no forno, aproveite o facto de estar a usá-lo e faça tudo no mesmo dia. Lembre-se que não deve abri-lo muitas vezes e que pode desligá-lo na fase final do assado pois o calor dentro do forno vai manter-se durante algum tempo.
  • Aquecimento Central

Se o seu aquecimento é a gás, aqui também se aplica a regra geral do aquecimento da casa: isolar, isolar, isolar! A ideia central deve utilizar todas as estratégias para impedir as fugas de calor para que o aquecimento cumpra a sua função sem um gasto desmedido.

Tal como vimos com a eletricidade, podem parecer pequenos gestos, mas tudo somado vai fazer a diferença no final do mês! Vai fazer ainda mais diferença no final do ano!